[MOMENTO GEDAI: AMAZÔNIA EM CHAMAS?]

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), os focos de queimadas no Brasil aumentaram em 85% em 2019, comparando-se com o mesmo período de janeiro a agosto do ano passado. Em 2018 foram registrados 41.404 focos e em 2019, registrou-se 76.720 focos. Nesse mesmo período, a Bolívia teve um aumento de 112% (8.223 focos em 2018 e 17.435 focos em 2019) e o Perú de 106% (2.781 focos em 2018 e 5.746 em 2019)[1].


Apesar de o Brasil possuir o maior número de focos de queimadas, afirma-se necessário analisar esses dados sob a perspectiva da sua extensão territorial continental. Dessa forma, os 7 estados brasileiros que mais registraram focos de queimadas em números absolutos de janeiro a agosto de 2019 foram: MT (14.640), PA (10.258), AM (7.294), TO (5.963), RO (5.849), MA (4.890) e RR (4.608)[2].

A partir desse entendimento, todos os estados destacados estão compreendidos dentro da Amazônia brasileira, alcançando 53.502 focos quando somados. Além disso, a Bolívia e o Peru que estão compreendidos dentro da Amazônia internacional juntos somam 23.181 focos.
De certo, o período de estiagem contribui para uma maior incidência das queimadas, contudo os números de 2019 ultrapassam as expectativas, principalmente, no contexto brasileiro. Nessa perspectiva, utilizando-se os mesmos 7 estados destacados, observam-se os seus aumentos percentuais se comparados no mesmo período do ano passado: MT (95%), PA (204%), AM (147%), TO (55%), RO (192%), MA (19%) e RR (132%). Diante disso, líderes do G7 afirmam a importância da floresta amazônica, possibilitando uma reunião sobre o tema. 


Será que as queimadas na Amazônia vão interferir nas negociações do acordo Mercosul-UE? Será que essas queimadas estão relacionadas às mudanças climáticas? Quais são as consequências dessa problemática para o Brasil no plano internacional? 


#vemsergedai
__
REFERÊNCIAS:
[1] BRASIL. INPE. Programa queimadas. Disponível em: <http://queimadas.dgi.inpe.br/queimadas/portal/situacao-atual>. Acesso em: 24 ago. 2019.
[2] _____. INPE. Programa queimadas. Disponível em: <http://queimadas.dgi.inpe.br/queimadas/portal/situacao-atual>. Acesso em: 24 ago. 2019.
__
Por: Lucas Saraiva. Diretor Acadêmico da Linha de Direito Internacional e Meio Ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *